Horário de verão será adiado devido às eleições

Mudança de horário só vai começar no dia 4 de novembro

Horário de verão será adiado devido às eleições

No final do ano passado o presidente Michel Temer assinou um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. Neste ano, a medida começará a valer no primeiro domingo de novembro (dia 4), uma semana depois de um possível segundo turno das eleições para presidente e governadores. O decreto atrasou em duas semanas o início do horário, previsto para 21 de outubro A data do final não foi modificada e continuará sendo o terceiro domingo de fevereiro (dia 17 em 2019). No início do horário de verão os relógios devem ser atrasados em uma hora a partir da meia-noite, voltando para 23 horas. No fim, os relógios devem ser adiantados em uma hora, saindo de meia-noite para 1 hora da madrugada. A redução atendeu a pedido do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na época, Gilmar Mendes, que solicitou a mudança na vigência do horário de verão de 2018 por causa das eleições. Segundo o tribunal, a medida facilitará a apuração dos votos, uma vez que o país não terá uma diferença tão extensa de fusos horários. O primeiro turno da eleição de 2018 será dia 7 de outubro e o segundo, dia 28 do mesmo mês.

Últimas Notícias