Restauro do Belvedere terá recursos do Fundo Municipal do Patrimônio

Reconstrução do prédio histórico incendiado custará R$ 1,4 milhão

Restauro do Belvedere terá recursos do Fundo Municipal do Patrimônio

O Conselho Municipal do Patrimônio aprovou em reunião ordinária, na tarde de quinta-feira (16/8), o uso de recursos do Fundo Municipal do Patrimônio (Funpac) para o restauro do Palácio Belvedere, localizado na Praça João Cândido, no São Francisco. O montante, de R$ 384.500,00, irá complementar o valor necessário para restauro do prédio, tombado pelo Patrimônio do Estado e cadastrado como Unidade Especial de Interesse de Preservação (UIEP) e danificado por um incêndio em dezembro do ano passado. O prefeito Rafael Greca já havia assinado, em junho de 2017, o decreto de transferência de R$ 1,073 milhão em recursos de potencial construtivo para o restauro do edifício. Porém, após o incêndio, o valor da obra subiu para cerca de R$ 1,4 milhão. O novo orçamento foi encaminhado para a Câmara Técnica do Patrimônio Edificado (CAPC) para elaboração de novo decreto com o número de cotas de potencial construtivo que constarão no edital de licitação do restauro. Porém, a opção por usar recursos do Fundo foi deliberada pelos conselheiros como uma solução emergencial para que licitação seja aberta e as obras possam ser iniciadas, já que o incêndio danificou a estrutura colocando em risco o edifício histórico.

Últimas Notícias