Osmar sai dos braços do Requião e do PT e se abraça com o grupo de Temer

Candidato do PDT teria feito acordo com Ricardo Barros

Em 2010, Osmar Dias rompeu a ligação com o setor de agronegócios do Paraná e se aliou ao PT e aos movimentos de esquerda, entre eles o MST, que vive em constante conflito com os produtores rurais. Todo mundo estranhou e os eleitores tradicionais do ex-senador viraram as costas e ele perdeu a eleição para o Governo do Paraná. Agora, Osmar se encaminha para os braços de Ricardo Barros (PP) e o governo Temer. De novo ninguém entendeu. Na terça-feira (31/07), Osmar Dias declarou oficialmente que não fará aliança com o MDB do senador Roberto Requião. O curioso é que os bastidores da notícia revelam um acordo entre Osmar Dias e o deputado federal Ricardo Barros (PP), um dos homens fortes do governo Temer. Ex-ministro da Saúde e marido da governadora Cida Borghetti, Barros e o seu partido, o PP, são uma importante base de apoio ao atual presidente. A ligação Ricardo Barros e o governo Temer é tão forte que o presidente da República lhe conferiu a Medalha de Mérito Oswaldo Cruz e afirmou no discurso de entrega que o ministro foi o seu “maior acerto”. Agora, Ricardo Barros tenta fazer de Osmar Dias seu maior acerto também.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

27 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale