Osmar desiste de aliança com Requião

MDB deve lançar João Arruda ao governo do Estado

O pré-candidato a governador do Paraná Osmar Dias (PDT) anunciou nesta terça-feira, 31, que desistiu da aliança com MDB, cujo presidente estadual é o senador e pré-candidato a reeleição, Roberto Requião. Com a ruptura, o MDB deve lançar candidatura própria ao governo encabeçada pelo deputado federal João Arruda, sobrinho do senador. Na semana passada, em evento para empresários, Dias afirmou que a dificuldade para a formação da aliança girava em torno do acordo com o MDB nas eleições proporcionais. “Uma aliança não se fecha assim, da noite para o dia”, afirmou o pré-candidato na sexta-feira, 27. Entre os emedebistas, militantes e prefeitos preferem a candidatura própria. Porém, deputados e o próprio senador Requião ainda não descartam a coligação. Políticos do MDB e de outros partidos relatam dificuldades de negociação com Dias. Para Arruda, que deve ser confirmado candidato pelo MDB nos próximos dias, a coligação com o PDT já está descartada pelas dificuldades de se chegar a um acordo com Dias. “Eles não têm chapa, a chapa deles é um blefe, algo que estão tentando valorizar, mas que não existe. O MDB não pode esperar, todo mundo está só aguardando”, disse à reportagem. As conversas de PDT e MDB ocorriam desde o ano passado, quando Dias e Requião anunciaram que fariam um plano de governo em conjunto. Ambos os partidos integravam a oposição ao governo Beto Richa (PSDB), que deixou o cargo em abril para disputar uma vaga no Senado. Uma das condições do MDB para coligar com Osmar seria indicar o advogado Fernando Delazari, que foi secretário do governo Requião, como vice do pedetista.

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest