Cida retira urgência e adia votação de reajuste dos servidores

Projetos podem ser votados somente após as eleições de outubro

O Governo do Paraná enviou durante a sessão plenária de ontem da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) uma mensagem requerendo a retirada do regime de urgência da proposta que prevê, para revisão geral anual de 2018, o índice geral de 1% nas tabelas de vencimento básico e de subsídio das carreiras estatutárias civis e militares daquele Poder. A emenda acrescenta ao projeto novas categorias de servidores que receberão o reajuste previsto no texto.

Logo depois da leitura da mensagem da governadora Cida Borghetti, a sessão foi interrompida por falta de quórum. Com a retirada da urgência, o projeto volta agora para análise das comissões permanentes da Casa, e com isso a votação pode demorar meses para ser retomada, vindo a ocorrer somente após as eleições de outubro.

Na avaliação dos deputados de oposição, a base aliada deve “manobrar” de novo na próxima semana para retirar de pauta as propostas dos demais poderes, o que pode jogar para depois das eleições a aprovação da reposição salarial para Executivo, Legislativo e Judiciário.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest