Paraná confirma caso importado de raiva humana

Jovem de 24 anos foi mordido por morcego em São Paulo

A Secretaria de Saúde do Paraná confirmou nesta semana que um paranaense morreu em decorrência de Raiva Humana contraída por mordedura de morcego. O acidente ocorreu no início de janeiro deste ano em área rural de Ubatuba, no Estado de São Paulo, e o paciente demorou a procurar atendimento de saúde.

“Desde 1987 não registrávamos casos e mortes por raiva humana”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Antônio Carlos Nardi. Segundo ele, é importante destacar que qualquer acidente com morcegos ou animais domésticos, como gatos e cachorros, demandam a busca imediata de atendimento de saúde para evitar o agravamento e até a morte.

O jovem de 24 anos foi mordido por morcego enquanto dormia em Ubatuba, São Paulo, no dia 3 de janeiro, e não procurou atendimento imediato na cidade do interior paulista. Na volta ao Paraná, o morador de Colombo buscou a unidade de saúde no dia 15 de janeiro, quando foi prescrita a aplicação de quatro doses da vacina antirrábica. No entanto, o jovem só tomou duas doses.

No dia 19 de fevereiro, o rapaz procurou o pronto-atendimento do Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, quando foi internado já com sintomas de agravamento, como febre alta, dor toráxica, formigamento pelo corpo, dor nos nervos, entre outros. O paciente permaneceu internado, sendo transferido posteriormente para UTI e, apesar do tratamento, morreu no dia 9 de março.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

18 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest