Nereu Moura é condenado pela contratação de funcionário fantasma

Caso contra o deputado foi arquivado na esfera criminal

O Tribunal de Justiça do Paraná condenou o deputado estadual Nereu Moura (MDB) pela contratação de funcionária fantasma no gabinete da liderança do partido em 2000. O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) foi absolvido no mesmo caso. A condenação dessa terça-feira (19) na esfera cível é de reparação financeira. O processo criminal foi arquivado.

De acordo com denúncia do Ministério Público e condenação de primeira instância do juiz Roger Vinicius Pires de Camargo Oliveira, da 3.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, funcionários lotados no gabinete do PMDB entre julho de 2000 e março de 2001 recebiam sem trabalhar. Conforme acatado pelos desembargadores, Nereu teria recebido ilicitamente R$ 4 mil pelo esquema. O deputado nega qualquer irregularidade e diz que irá recorrer da decisão.

Uma das fantasmas citadas na ação é Elza Chrispim Calixto, que era empregada doméstica da família do senador Roberto Requião (MDB). A filha de Elza, Rosângela Chrispim Calixto, também era funcionária do gabinete e foi condenada na ação em primeira instância. Elza, que foi nomeada em setembro de 2000 para um cargo em comissão no gabinete, afirmou em depoimento que não sabia da nomeação e que nunca exerceu qualquer função na Casa, além de não ter recebido salários da Assembleia.

Outros cinco parentes de três réus teriam sido contratados pela liderança do partido, mas nunca exercido funções no gabinete. Conforme a sentença, os salários dos fantasmas eram depositados nas contas de deputados e dos demais condenados. Atualmente deputado, Luiz Claudio Romanelli (PSB, ex-PMDB), que na época era apenas funcionário do gabinete, chegou a ser condenado em primeira instância, mas agora foi absolvido.

Em nota, Nereu Moura se disse surpreso, já que a ação criminal foi arquivada e que havia, inclusive, um parecer do Ministério Público pela anulação da sentença de primeiro grau. "Não há justificativa. Aliás, há sim. Parece-me retaliação já que, como todos sabem, defendo veementemente os interesses do povo do Paraná e para isso, inúmeras vezes, denuncio irregularidades do governo estadual", disse na nota. O parlamentar afirma que continua apto a disputar as eleições em outubro e que as agendas na base eleitoral estão mantidas.

Publicidade

Últimas Notícias

6 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale