Kevin McBride relembra sua lutra contra o grande Mike Tyson

No dia 11 de junho de 2005, Kevin McBride entregou a Mike Tyson sua última derrota. Ele relata o evento em suas próprias palavras

Eu o assistia ele [Mike Tyson] e Muhammad Ali desde os nove anos de idade. Essa foi uma das melhores noites da minha vida porque eu não só venci Tyson, como também conheci Ali na mesma noite.

Sua filha [Laila Ali] lutou naquela noite e depois que eu ganhei, ela disse que Ali queria falar comigo. Ele sussurrou no meu ouvido: "Você é o mais recente, eu sou o maior."

Mas Tyson, mesmo que ele não estivesse treinando como ele costumava fazer, ele ainda bateu muito forte. Mas eu venci Tyson com táticas, usando minha força e peso e me apoiando nele e empurrando-o.

Ainda hoje eu ainda posso sentir a dor de seus golpes quando olho para as fotos. Eu estava muito machucado depois daquela luta. Mas eu estava em uma missão para ganhar e graças a Deus eu venci. Mostrou que o oprimido pode vencer. Essa é a beleza do boxe. Eu fiz um pouco de história e vou levar essa vitória comigo para o meu túmulo.

Eu não tinha medo de ninguém. Qual a pior coisa que pode acontecer? Você é colocado para dormir. Eu nunca tive medo, eu acreditava que ia ganhar. Eu sonhei com esse momento desde que eu era criança; Eu sempre disse que adoraria lutar contra Mike Tyson. E como eu disse na época, eu poderia ser lento, mas se eu usar meu peso em você, uso junto das minhas mãos pesadas. Eu falei com Tyson na sexta rodada. Eu disse: "É tudo o que você tem?"

Eu disse a ele que ele estava com problemas. Mas então ele tentou morder meu mamilo. Eu me afastei e seu bocal escorregou do meu mamilo. Graças a Deus ele tinha o bocal, ou eu seria o único cara na Irlanda com apenas um mamilo.

Eu acho que eu definitivamente o derrubei, mesmo em seu corner. Sua energia estava realmente se esgotando e Tyson desistiu da luta. Mas mesmo no final, ele estava batendo muito forte. Além disso, devo dar crédito a Goody Petronelli, ele me deu uma grande ajuda no meu corner - o treinador do grande Marvin Hagler.

19 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest