Acidente de avião em Cuba matou ao menos 100

A avião caiu próximo ao aeroporto de Havana

Mais de cem pessoas morreram após um Boeing 737 cair e explodir pouco depois de decolar do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, capital de Cuba, às 12h08 do horário local (13h08 do horário de Brasília), segundo a mídia estatal do país. De acordo com a emissora estatal de Cuba, tratava-se de um voo doméstico para Holguín, no leste da ilha. Havia 104 passageiros e 9 membros da tripulação a bordo.

Até o momento foi noticiado que três sobreviventes estariam em "estado crítico", segundo o Granma, jornal cubano. A embaixada brasileira em Cuba informou que ainda não tem informações sobre se há brasileiros entre as vítimas.

O presidente da Corporação da Aeronáutica Civil de Cuba, Roberto Saldaña, disse que não se sabe as causas do acidente até o momento. "Houve um infeliz acidente de aviação. As notícias não são boas, parece haver um grande número de vítimas", disse o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, que tomou posse no mês passado e encaminhou-se para aeroporto após o acidente.

A aeronave havia sido arrendada, com uma tripulação estrangeira, pela empresa aérea estatal Cubana de Aviación da companhia mexicana Damojh, informou o diretor de Transporte Aéreo do país.

A Radio Habana Cuba informou que o avião caiu sobre uma estrada em Boyeros, município a 30km da capital onde fica o aeroporto. De acordo com testemunhas, o acidente ocorreu próximo do Terminal 1, que opera voos nacionais, e caiu em uma área agrícola.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest