MPF se manifesta contra transferência de Lula

Polícia Federal alega que está tendo muitas despesas com ex-presidente

Os procuradores da força-tarefa Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) emitiram um parecer contra a transferência do ex-presidente Lula, preso na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, para outro local. A decisão fica agora a cargo da juiza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal, que cuida da custódia de Lula. Pelo menos quatro pedidos de transferência foram protocolados no processo de execução penal do ex-presidente na Justiça Federal do Paraná. Um deles é da própria PF, que afirma ter custo elevado para manter Lula preso no bairro Santa Cândida.

Para o coordenador da força-tarefa no MPF, Deltan Dallagnol, e outros 12 procuradores que assinam o documento, "neste atual momento, é difícil apontar a existência de outro local no Paraná que possa garantir o controle das autoridades federais sobre as condições de segurança física e moral do custodiado".

O MPF afirma no parecer que Lula em sala especial na sede da Superintendência da PF em Curitiba está sendo assistido por inúmeros defensores e por sua família. O documento também registra que a defesa de Lula e os familiares não se opuseram ao local de cumprimento de pena.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

27 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale