Delegado ouve deputados vítimas de golpe do celular

Golpistas clonaram telefones e pediram dinheiro a contatos

O delegado titular da Delegacia de Estelionato de Curitiba, Edward Figueira Ferraz, esteve na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na tarde desta segunda-feira (12) para ouvir os deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli (PSB), Luiz Carlos Martins (PSD) e Evandro Araújo (PSC), que foram vítimas na semana passada de um golpe via telefone celular.

A ação dos criminosos consistia na ativação de um chip de telefonia móvel com os números de telefone celular e dados pessoais dos parlamentares. Após o chip ativado, os golpistas solicitavam aos contatos dos deputados, salvos no aplicativo WhatsApp, depósitos no valor de R$ 2.000,00 via aplicativo do Banco do Brasil. Além dos deputados, a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), também foi vítima dos estelionatários.

De acordo com informações da Delegacia de Estelionato, o golpe é recente na praça e, no caso dos deputados e da vice-governadora, foi aplicado por estelionatários do Maranhão. Inclusive, o delegado Edward Figueira Ferraz seguiu para o estado nordestino após ouvir os parlamentares, com objetivo de elucidar o caso juntamente com o apoio das autoridades de segurança pública maranhenses. “Trata-se de uma situação extremamente complexa, na qual qualquer cidadão de bem pode ser vítima”, apontou Romanelli.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest