banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Justiça mantém as obras da Praça do Japão

Projeto vai do Ligeirão Norte-Sul vai atender 35 mil passageiros

A juíza Patrícia de Almeida Gomes Bergonese, da 5 ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, negou o pedido do Ministério Público de interromper as obras da Praça do Japão. Com esta decisão, a Prefeitura de Curitiba dará continuidade aos trabalhos de implantação do Ligeirão Norte-Sul, que entrará em operação neste mês, com 25 biarticulados que farão a ligação entre o terminal do Santa Cândida e o tubo da estação Bento Viana.

Em seu entendimento, baseado nas argumentações da Procudoria Geral do Município (PGM), “foram atendidas as formalidades legais pelo ente municipal” e a paralisação dos trabalhos “poderia ocasionar prejuízos, não somente ao projeto que está sendo implantado e que visa diretamente o benefício da população no que tange à mobilidade urbana, mas também, ao cofre público municipal, eis que já foram empregados mais de 16 milhões de reais na obra de implantação da Linha Direta Norte-Sul”.

A nova linha deve entrar em funcionamento até o fim de março e vai beneficiar cerca de 36 mil passageiros por dia. O tempo necessário para o trajeto entre o Santa Cândida até a estação Bento Viana (a cerca de 230 metros da praça) será reduzido pela metade (dos atuais 40 para 20 minutos).

As obras não alteram a estrutura da praça. Houve apenas a mudança de local da feirinha orgânica e uma correção geométrica num trecho de cerca de 30 metros de rua que liga a praça à República Argentina por onde passarão os ônibus e cuja pavimentação está sendo concluída esta semana.

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest