banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Polícia fecha laboratório de drogas em Curitiba

Apartamento no Santa Cândida tinha estufa com 40 quilos de maconha

A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) apreendeu mais de 40 quilos de maconha na noite de quarta-feira (28), nos bairros Santa Cândida e Tingui, em Curitiba. Três suspeitos foram presos em flagrante por tráfico de drogas durante uma investigação que apuravam crimes contra o patrimônio.

Em um apartamento, no Santa Cândida, além de cerca de 29 quilos de entorpecentes, os policiais encontraram vasos com mudas de maconha que estavam sendo cultivadas dentro de uma estufa indoor. Em um dos cômodos cerca de 800 gramas de haxixe em pasta, em processo de secagem, também foram apreendidos.

De acordo com o delegado Emmanoel David, os policiais realizavam uma investigação para localizar um possível receptador de produtos de furto, quando identificaram dois homens, de 24 e 30 anos, em atitude suspeita, na rua Fernando de Noronha, no bairro Tingui.

Os dois desembarcaram de um veículo Peugeot 206 preto, e entraram em um condomínio. Os policiais notaram que, no momento em que saíam do conjunto residencial, os suspeitos carregavam mochilas. “Os investigadores realizaram a abordagem e encontraram com os dois suspeitos aproximadamente 12 quilos de maconha em embalagens lacradas”, afirma David.

Na sequência, os policiais visualizaram o morador do imóvel, um homem, de 39 anos, e passaram a realizar um monitoramento. Durante a abordagem, com ele foi encontrado uma pequena quantia de maconha. Os policiais então foram até o apartamento do suspeito e localizaram mais droga. Segundo a polícia o homem já possuía passagens por tráfico de drogas, o suspeito, de 30, por uso de drogas.

Ainda no curso das investigações, os policiais levantaram informações da origem daquela grande quantidade de entorpecentes e diligenciaram até um apartamento térreo na rua Carlota Estraube de Araújo.

O local estava desocupado, mas era possível visualizar materiais para consumo de drogas e uma porção de maconha na mesa. Os policiais entraram no apartamento e encontraram mais 29 quilos de maconha, além de toda uma estrutura para o cultivo e produção de drogas.

O trio responderá pelo crime de tráfico de drogas. Eles serão encaminhados para o setor de carceragem temporária (Secat) da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, onde permanecerão à disposição da Justiça.

No apartamento onde foram encontradas as embalagens de maconha, havia uma estufa com dois metros de altura por 1,4 metros de largura e revestida com isolante térmico. Além de luz verde para estimular a fotossíntese das plantas, a estrutura dispunha de climatizador para umedecer os vasos e termômetro digital para controlar a temperatura, além de um complexo sistema de exaustão. Havia ainda fertilizantes e outros insumos agrícolas.

Outra parte da droga estava separada, já moída ou misturada com outras substâncias para a produção de haxixe. Em um dos cômodos, foi encontrada uma pasta em processo de secagem.

O imóvel estaria alugado por um suspeito que acabou preso na cidade de Foz do Iguaçu há poucos dias. O suspeito não teve o nome divulgado para preservar as investigações.

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest