Cuidadora de idoso é presa por furtar joias do paciente

Auxiliar de enfermagem foi flagrada com um anel e um brinco de ouro

Uma auxiliar de enfermagem, de 40 anos, que prestava atendimento a um idoso, foi presa em flagrante na tarde de quarta-feira (14/02), no momento em que deixava a residência do senhor, localizada no bairro Rebouças, em posse de um anel e um brinco de ouro, proveniente de um furto realizado no local. A ação foi realizada pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba.

Segundo informações policiais, a mulher trabalhava na casa há cinco meses e há pouco mais de um mês a família já estava sentindo falta de algumas joias, dentre elas correntes de ouro e relógios. “No dia do flagrante, uma parente do idoso percebeu que um par de brincos havia sumido. Desconfiados, acionaram a polícia, que imediatamente foi até o local e conseguiram abordar a suspeita com as peças furtadas assim que ela saía do local”, conta o delegado-adjunto da DFR, Emmanoel Ashidamini David.

Em continuidade com as diligências, os policiais se deslocaram até a residência da mulher, situada no bairro Tatuquara. No local, encontraram diversas outras peças que haviam sumido da casa, entre elas anéis, pingentes, pulseiras e diversas caixas de joias já vazias.

O delegado ressalta que ao analisar câmeras de segurança instaladas na residência que a suspeita trabalhava, a polícia observou que a mulher vasculhava caixas, bolsas e outros pertences das vítimas. “Em uma das imagens, ela aparece examinando uma caixa de joias. Em determinado momento, ela avalia cuidadosamente uma pulseira dourada”, relata David.

No decorrer das investigações, a equipe descobriu que a mulher já tinha um receptador certo para repassar as joias, porém a polícia ainda trabalha para identificá-lo. “Constatamos também que em alguns casos, ela preferia penhorar a joia para levantar algum valor junto a alguma instituição financeira. Foi o que ela fez, inclusive, com um par de brincos em ouro branco com brilhantes, avaliados em cerca de R$17 mil”, informa David.

No momento da prisão, a suspeita afirmou que havia encontrado o anel e brincos no chão, mas não tinha a intenção de furtá-los. Entretanto na delegacia, acompanhada de um advogado, preferiu permanecer em silêncio.

A mulher, que não possuía antecedentes criminais, foi atuada em flagrante por furto qualificado e permanece detida à disposição da Justiça.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest