O final da carreira de lutador nunca é o final da luta

Atuações de nocaute de Anthony Quinn, Jackie Gleason, Mickey Roony e Julie Harris destacam este vigoroso e persuasivo drama de corrupção no pugilismo

Requiem for a Heavyweight (1962)

Após lutando 17 anos em cima de um ringue, soa o último gongo para Mountain Rivera (Quinn). Um especialista confirma mais uma luta para o liquidado peso-pesado e ele poderá ficar permanentemente inválido.

Relutante, mas com o aval de seu leal treinador (Rooney) e um cortês conselheiro de empregos (Harris), Rivera tenta obter um emprego fora dos ringues. Mas Maish (Gleason), seu administrador interesseiro tem outros planos para Rivera. Com uma multidão o cercando para pagar uma dívida imensa de jogo, Maish força Rivera a retornar à sua carreira de pugilista. LINK

Uma atuação de luta e sofrimento estrelada por Quinn, vencedor de dois Oscar (Melhor ator coadjuvante, Viva Zapata, 1952 e Lust for Life, 1956) e uma triunfante adaptação para cinema do escritor Rod Serling e do diretor Ralph Nelson, produtores do 'Playhouse 90' para televisão, vencedor do Emmy, o filme Requiem for a Heavy Weight acondiciona uma coleção de socos devastadores. Admiradores do Boxe devem assistir à sequência de abertura excitante mostrando o campeão Muhammad Ali e também Jack Dempsey numa cena em uma boate.

Data de lançamento: 16 de outubro de 1962 (EUA)

Direção: Ralph Nelson

Roteiro: Rod Serling

Música composta por: Laurence Rosenthal

Assista o Trailer

26 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest