A tatuagem e o graffiti vão além dos muros e peles

Os artistas de tatuagem e graffiti adicionam seu estilo em relógios, para edições limitadas

Para Cyril Phan, o artista do grafite francês conhecido profissionalmente como Kongo, em um projeto recente representou um obstáculo menos previsível do que, digamos, ficar seco enquanto pinta um prédio em um dia de chuva.

Em vez disso, ele decorou as partes delicadas de um painel de aço inoxidável para a marca de relógios suíça Richard Mille; O relógio, que ficou disponível em junho (2016), vendido por $ 800,000.

"Foi um desafio técnico fantástico, porque às vezes trabalhamos com elementos que são de um tamanho de centésimos de milímetros", disse Mille, o fundador da marca de relógios. "Nosso objetivo era produzir a precisão da pintura em uma escala muito pequena." Para criar os relógios, a empresa passou por seis meses criando um aerógrafo especial que controlaria a distribuição de pequenas quantidades de tinta com cores vivas”.

O projeto pode parecer improvável, considerando a sensibilidade da arte de rua: nervosa, juvenil e mais imediatamente sugestiva de um ambiente boêmio moderno que a herança da arte suíça. Mas outras marcas estão trabalhando com artistas cujo meio usual é o graffiti ou mesmo as tatuagens em um esforço para expandir seu alcance para uma geração mais jovem com sensibilidades muito diferentes daqueles de seus mais velhos.

Este mês, o relógio Big Bang Sang Bleu da Hublot chega às lojas, projetado em colaboração com Maxime Buchi, o artista de tatuagem com sede em Londres cujos clientes incluíram Kanye West. O relógio está em um pouco menos de US $ 19.000, o relógio está disponível em uma edição limitada de 200. Para ajudar a promover sua liberação, Buchi criou um estúdio de tatuagem temporário em Miami, cronometrado para coincidir com a Art Basel Miami Beach.

E no início de 2016, Romain Jerome apresentou um relógio com mãos desenhadas para se assemelhar a agulhas de tatuagem e com as presilhas em um design florido pelo artista de tatuagem francês Xoil, com preço de US $ 24.500.

Fonte

24 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest