banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

MON oferece oficina com Fernanda Castro neste domingo

Museu terá quarta gratuita das 10h às 18h e horário estendido na quinta até 20h

O Museu Oscar Niemeyer (MON) convida o público a participar da programação semanal. Haverá quarta gratuita, horário especial na primeira quinta-feira do mês, dia 1º de fevereiro, e oficinas artísticas no domingo, dia 04/02.

Nesta quarta, 31/01, não haverá programação especial por conta das atividades da Colônia de Férias do MON, porém a entrada é franca das 10h às 18h, com acesso até 17h30.

Na quinta-feira, 01/02, exposições, MON Loja e MON Café funcionam em horário estendido, das 10h às 20h. A partir das 18h, a entrada ao museu é gratuita. Os visitantes poderão aproveitar o tempo extra para visitar as exposições em cartaz. Esse horário especial se repete em toda primeira quinta-feira de cada mês.

No domingo, 04/02, acontece a oficina “Desenho com formas”, inspirada nas fotografias de Juliana Stein, em exposição na mostra “Não está claro até que a noite caia”. A atividade acontece das 11h às 14h, sob o comando da equipe do Educativo do MON.

Mais tarde, às 14h30 e novamente às 16h, acontece a oficina “Fotografia e Memória”, com a “Artista do Acervo” Fernanda Castro. São oferecidas 60 vagas. As oficinas não tem restrição de faixa etária e não é necessária inscrição prévia para participar.

A entrada ao MON custa R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada franca. Nas quartas a entrada é sempre gratuita. A retirada de ingressos no museu pode ser feita até as 17h30, na bilheteria.

Artista do Acervo

O projeto “Artista do Acervo” tem como objetivo escolher um artista que tenha obras no acervo do museu para realizar oficinas abertas ao público. O MON produz uma entrevista exclusiva com o artista que fica em exibição no miniauditório e, além disso, algumas obras ficam em exposição na sala de oficinas. O encontro acontece sempre aos primeiros domingos do mês.

Sobre a artista

Fernanda Castro nasceu em Arapongas (PR), em 1951. Graduou-se em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e tem pós-graduação em Artes Plásticas pela Faculdade de Artes do Paraná. Trabalhou como repórter fotográfica nos jornais “O Estado do Paraná”, “Correio de Notícias” e “Gazeta Mercantil”. Foi professora da disciplina de fotojornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Paraná e na Universidade Estadual de Ponta Grossa. É reconhecida pelo registro que faz das comunidades quilombolas do Paraná, tendo realizado diversas exposições no Brasil e no exterior, com destaque para a realizada em 2009 na Biblioteca Especializada em Cinema André Malraux em Paris (França), intitulada “Comunidade Negra do Sutil”. Em 2007 ela lançou o livro “Comunidades do Feixo e da Restinga: herança dos afrodescendentes da Lapa (PR)” e em 2012 lançou “Comunidades do Sutil e de Santa Cruz: herança quilombola da região dos Campos Gerais do Paraná”. Vive em Curitiba.

Serviço

Quarta gratuita no Museu Oscar Niemeyer

31 de janeiro de 2018

Entrada franca das 10h às 18h

Retirada dos ingressos até 17h30

25 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest