Julgamento de Carli Filho será no dia 27 de fevereiro

Defesa ainda tentou tirar o julgamento de Curitiba

O ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho irá a julgamento por duplo homicídio doloso (com intenção de matar) no próximo dia 27 de fevereiro, na 2.ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, nove anos após causar o acidente de trânsito que vitimou Gilmar Rafael Yared, de 26 anos, e um amigo da família da deputada federal Christiane Yared (PR-PR).

O acidente aconteceu no dia 7 de maio de 2009, quando o Passat dirigido por Carli Filho atingiu o Honda Fit ocupado por Gilmar e Carlos Murilo. A principal argumentação da acusação está na velocidade do veículo conduzido por Carli Filho e no fato de o ex-deputado admitir que consumira bebida alcoólica horas antes de causar o acidente.

Enquanto lutava pela condenação do ex-deputado, a mãe da vítima, a empresária Christiane Yared, assumiu a bandeira do trânsito seguro ao optar pela vida pública. O primeiro passo foi fundar em 2010, com a família, o Instituto Paz no Trânsito e, em 2014, Yared tornou-se deputada federal.

No parlamento, contribui para a criação do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), do Marco Regulatório do Transporte Rodoviário de Cargas e da Lei nº 13.546, que aumenta a pena para o motorista que cometer homicídio ou causar lesão grave ou gravíssima ao dirigir alcoolizado ou sob efeito de qualquer outra substância psicoativa. O condutor terá como pena reclusão de dois a cinco anos, além de outras possíveis sanções.

21 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest