Corpo de engenheiro é encontrado em margem de rio da capital

Carro foi levado pela força da água na noite de terça-feira

O Corpo de Bombeiros encontrou por volta do meio-dia de ontem o corpo do engenheiro, de 66 anos, que desapareceu após o carro dele ser arrastado para um rio no bairro Mossunguê, em Curitiba, na noite de terça-feira (16), por volta das 21h. O corpo foi encontrado próximo à Rua Amadeu Nico, a uma distância de 2,5 quilômetros do local do desaparecimento, na área de um condomínio de luxo.

Conforme os bombeiros, o motorista tentava atravessar uma ponte quando o veículo foi arrastado. O automóvel foi localizado na noite de terça-feira, mas o idoso não estava dentro do carro. O Grupo de Operações de Socorro Tático dos Bombeiros (Gost) ajudou nas buscas. Conforme o Gost, o rio subiu três metros durante a enxurrada.

A mulher do idoso, Vera Lúcia da Silveira, estava em outro carro logo atrás do veículo do marido, na noite de terça-feira, antes dele ser arrastado para o rio. Segundo ela, um carro à frente do idoso conseguiu passar na Rua Marcos Andreatta. “Acho que nisso ele tentou passar também, só que daí começou a aquaplanar. Buzinei e comecei a gritar, mas é uma cena que eu nunca vou esquecer”, disse.

Últimas Notícias