Explorando as tatuagens de Manuela Soto

Conhecida por suas criações de olhos tatuados densamente construídos em hentai japonês, o estilo de Manuela Soto tornou-se facilmente reconhecível e procurado pelos entusiastas da tatuagem em todo o mundo.

Nascida e criada em Lausanne, na Suíça, a tatuadora de 25 anos iniciou sua carreira de forma bastante controversa para a tatuagem: em seus próprios termos e em nenhum outro. Ela diz:

"A população da Suíça é a mesma coisa que a de Nova York, é muito pequena e todos se conhecem. Com isso vem muita concorrência. Eu tinha 20 anos quando comecei a pedir para tatuadores locais para me ensinar, mas todos me levaram como piada. Então eu prometi-me que eu faria isso sem ter que entrar na indústria. Tenho muito pouco conhecimento das regras e tradições. Eu acho que isso faz parte do que me deixou popular; Recebi o interesse de uma multidão muito diferente da cena clássica da tatuagem".

Embora sua formação inicial em tatuagem fosse, reconhecidamente, uma ardósia nua, sua experiência em arte já foi apoiada por um Bacharelado em ilustração e arte fina.

Controlando o protocolo tradicional da cultura da tatuagem, Manuela começou a viajar em 2015 trabalhando em quartos de hotel ou em estúdios pop-up em todo o mundo.

A primeira experiência de Manuela em receber uma tatuagem foi peculiar: "Minha primeira tatuagem era um avião de papel. Eu cheguei numa noite bêbada em Berlim. Mas minha primeira experiência de estúdio foi com Maxime Büchi (@mxmttt) depois que acabei de completar 18 anos, estava petrificada!"

Büchi inesperadamente tornou-se um personagem fundamental para Manuela alguns anos depois, convidando-a a abrir o novo estúdio Sang Bleu em Zurique, na Suíça, seguido de um bom treinamento de tatuagem na Sang Bleu London.

"Naquele momento, eu já estava tatuando por 3 anos, mas nunca em um estúdio. Comecei tatuando minhas meninas por diversão porque estávamos muito sem dinheiro para pagar tinta. Eu era autodidata; tatuando em sofás em todo o mundo e configurando minha máquina tudo errado. Eu acho que a maioria das pessoas não entendeu por que ele me deu uma chance, mas meu estilo e técnica evoluíram tanto dessa experiência e estou muito grata. Ele realmente é uma pessoa incrível e fiquei com um zelo de respeito por ele ".

Em termos de sua inspiração temática, Manuela descreve seu fascínio com as culturas chola, lolita e kawaii como "muito natural", explicando: "Estou perto da indústria da moda e da música e minhas imagens são inspiradas por amigos e marcas que eu respeito ".

Em termos da representação vívida da feminilidade dentro de seu trabalho, ela explica:

"Todas as meninas que eu desenho são realmente sexuais e inspiradas pelo hentai japonês.

Eu trabalho em dar-lhes a vida do ponto de vista das mulheres, não para que os homens se ‘hesitarem’. Eu estou lhes dando sua liberdade de volta.”

Manuela diz com bastante frequência, que suas clientes do sexo feminino pedem-lhe para projetar seus autorretratos, mas com sensualidade extra e “bossiness”. Uma vez que o design é totalmente transferido em sua pele, os clientes dizem que eles parecem com a arte: "A magia é que estes são eles – o modo particular de ser, que nem sempre pode estar em público".

"É tão difícil uma mulher ser completa. A sociedade obriga você a escolher entre ser uma trabalhadora ou uma mãe, intelectual ou espiritual ... somos todas elas na verdade! "

Com ênfase na positividade sexual e feminina, a mensagem de Manuela para seus clientes e aqueles que veem seu trabalho é simples:

"Espero que as pessoas vejam e sintam a energia do poder feminino. Tento ser um exemplo para as meninas mais novas e apoiar os seus sonhos porque deixei a escola aos 13 anos. Agora, estive em todo o mundo e ganhei muito dinheiro e conhecimento. Eu quero que todas as meninas saibam que elas também podem ter tudo na vida. Trabalhe para que seus sonhos realizem."

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest