Livro mostra a vida de Carlos Monzón


Apesar de ser mais de 20 anos após sua morte, o nome do boxeador argentino Carlos Monzón (1942-1995) continua a ressoar. Um personagem cheio de histórias e balanços, tragédias, triunfos e passagens tempestuosas, voltou a "aparecer" e recuperar o interesse na Argentina, devido à publicação do livro intitulado Monzón, a biografia definitiva.

Famoso por suas conquistas e vitórias no ringue, mas infame pelo assassinato de sua esposa, Alicia Muñiz, Monzón ainda é tema de discussão, controvérsia, culto e análise, razão pela qual o autor do livro, o jornalista Carlos Irusta, reconhecido por seu trabalho sobre o lutador durante sua carreira, falou do que significa a decisão de escrever uma publicação dedicada ao antigo ídolo argentino no ringue.

"Monzón ocupa um dos lugares mais importantes da história argentina, para as pessoas é o maior boxeador argentino de todos os tempos, Monzón foi o sentimento de invencibilidade", disse o autor à EFE.

Em 7 de novembro de 1970, Monzón foi premiado com o mundial no meio e segurou 14 defesas bem sucedidas desse cinto, até que ele pendurou as luvas, em 29 de agosto de 1977.

"Eu costumo compartilhar com outros atletas argentinos, foi um grande, sem dúvida". Por outro lado, ele estava sozinho ", comentou Irusta. "Foi apenas ele, as luvas, o ringue, o rival e nada mais, é difícil estabelecer algum tipo de comparação, mas ele foi um dos grandes e verdadeiros nos esporte argentino".

Irusta mencionou que ele já teve a oportunidade de conversar com Bernard Hopkins e que o boxeador americano disse que ele teria gostado de lutar com Monzón simplesmente para ver quem era o melhor.

Em Monzón, a biografia definitiva, publicada por “Editorial Planeta”, o autor descreve e narra apenas a carreira esportiva do lutador, mas também os casos de violência com a modelo e atriz Alicia Muñiz, com quem ele era casado e teve um filho.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest