Globo demite William Waack por falas racistas


O jornalista William Waack, que estava afastado do Jornal da Globo desde o início de novembro, foi oficialmente demitido pela Rede Globo de Televisão. O problema surgiu com o vazamento de um vídeo em que ele fazia comentários racistas.

"Em relação ao vídeo que circulou na internet a partir do dia 8 de novembro de 2017, William Waack reitera que nem ali nem em nenhum outro momento de sua vida teve o objetivo de protagonizar ofensas raciais. Repudia de forma absoluta o racismo, nunca compactuou com esse sentimento abjeto e sempre lutou por uma sociedade inclusiva e que respeite as diferenças. Pede desculpas a quem se sentiu ofendido, pois todos merecem o seu respeito. ​A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham. ​A TV Globo reafirma seu repúdio ao racismo em todas as suas formas e manifestações. E reitera a excelência profissional de Waack e a imensa contribuição dele ao jornalismo da TV Globo e ao brasileiro. E a ele agradece os anos de colaboração", diz a nota divulgada pela emissora.

O vídeo foi gravado no ano passado, durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos e mostra William, momentos antes de entrar ao vivo, reclamando de uma pessoa que buzina na rua e atrapalha a gravação. "Tá buzinando por quê, seu m**** do c******?". Depois disso, afirma que o autor da ação "É preto, coisa de preto". O material foi divulgado por um funcionário da Globo, que assumiu a responsabilidade pelo ato, afirmando que ficou indignado com as declarações.

Publicidade

Últimas Notícias

8 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale