Quando Chocolatito González se despediu de seu treinador


Arnulfo Obando morreu na Nicarágua. Vários relatórios da imprensa local indicam que foi um greve ataque cardíaco que encerrou a vida do treinador do campeão em quatro categorias, o Román 'Chocolatito' González.

Obando tinha sido declarado com morte cerebral, depois de sofrer um AVC, e sua família desconectou-o do respirador artificial que o mantinha vivo, já que não havia mais esperança de recuperação.

"A vida uniu Obando com Román González, quando ele era apenas o dono de uma coroa mundial." A partir de então, os dois começaram uma peregrinação sob céus abertos que, entre tantas alegrias, deu a eles e a todo o país a benção de três novos títulos: um da AMB e dois de diferentes pesos da CMB", publicou o jornal The Press, ao dar a notícia da morte.

Gonzalez ficou totalmente devastado pelo fato e dedicou algumas palavras ao seu mentor.

"Nunca é adeus, é até mais tarde, eu sei que você está com o Senhor, vou lutar por você, vamos lutar e fazer as coisas certas como sempre trabalhamos, eu te amo demais e sei que cuidará de mim onde quer que esteja, nós o amamos muito", disse o "Chocolatito" parado perante o corpo inerte de seu amigo e treinador. (ocorreu em 2016)

(texto traduzido e editado)

Publicidade

Últimas Notícias

6 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale