banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Sob protestos dos servidores, Vereadores aprovam mudanças na Saúde


Elevar para 3,9% o porcentual das contribuições ao Instituto Curitiba de Saúde (ICS) tanto da prefeitura como dos servidores públicos, cobrando-o do valor bruto do salário, parcelar em até 36 meses a dívida da prefeitura com o ICS e permitir ao instituto vender outros produtos além de planos de saúde. Essas são algumas das mudanças no plano de saúde do funcionalismo público que foram aprovadas pela Câmara Municipal nesta segunda-feira (18), com voto favorável de 22 vereadores e 9 contra. Emenda aprovada em plenário garante a continuidade do tratamento médico a funcionários com doenças graves, hoje atendidos pela lei municipal 8.786/1995.

Durante toda a manhã, servidores públicos estiveram do lado de fora do plenário, protestando contra a medida, que para eles representa “perda de direitos”. Nas ocasiões em que tapas foram desferidos contra a parede de vidro que isola o plenário do hall, a Guarda Municipal e a equipe de vigilância patrimonial do Legislativo se posicionaram entre a estrutura e os manifestantes. Palavras de ordem e buzinas foram ouvidas durante todo o debate, no qual vereadores contrários ao projeto se revezaram na tribuna da Câmara Municipal. Não houve contraponto, em plenário, de vereadores da base de apoio ao prefeito.

26 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest