banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Réplicas das tatuagens pré-históricas do Japão

O projeto “Jomon Tribe” investiga o mistério pré-histórico do Japão com uma impressionante exposição fotográfica.

A Galeria TAV de Tóquio hospedou uma impressionante exposição fotográfica chamada "Jomon Tribe", que combina algumas das marcas mais pré-históricas do Japão com desenhos de tatuagens do século XXI. O projeto de arte colaborativo entre o fotógrafo de cultura subterrânea Ryoichi "Keroppy" Maeda e o artista de tatuagem Taku Oshima, que passou anos viajando pelo mundo pesquisando práticas e projetos tribais, explora o mistério de padrões tribais encontrados em figurinhas de barro do período japonês de Jomon (14.000 a 300 aC ), que alguns pesquisadores acreditam serem evidências da cultura da tatuagem. Embora não tenha havido conclusões conclusivas para descontar ou confirmar a teoria, é um conceito intrigante que se tornou o foco da nova coleção de fotos.

A inscrição desses projetos ancestrais sobre os corpos contemporâneos segue a prática de "primitivos modernos" para "mostrar como o espírito primitivo da humanidade se tornará uma nova identidade para sobreviver à vida pós-moderna do século XXI".

Nós vimos muitas fotos de tatuagens tribais de outras nações insulares e Ainu nativo do Japão, que se diz ter descido das tribos de Jomon, mas esta é a primeira vez que vemos as marcas de Jomon no corpo humano.

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest