banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Cinco livros serão lançados no Museu Paranaense no dia 19


O Museu Paranaense recebe na próxima semana, no dia 19, o lançamento de cinco livros das coleções Teses do Museu Paranaense e Histórias do Paraná. O evento acontece a partir das 17 horas no auditório Loureiro Fernandes. A entrada é gratuita.

Os títulos lançados serão Vulnerabilidade, resiliência e cultura: comunidades quilombolas no Paraná e o Varzeão, de Jurandir Souza; O Macabeu: Imigração e identidade judaica no Paraná, de Michel Ehrlich; Entre sapatos e livros: a trajetória de um sapateiro na militância comunista em Paranaguá, PR 1935 a 1964, de Thiago Possiede; Política entre razão e sentimentos: a militância dos comunistas no Paraná 1945 – 1947, de Cláudia Monteiro; e Imaginário da formação do IV Reich: América Latina após a 2ª Guerra Mundial, de Marcos Meinerz.

“Vulnerabilidade, resiliência e cultura: comunidades quilombolas no Paraná e o Varzeão”, de autoria de Jurandir Souza, conta a história das comunidades de descendentes negros no Paraná. O livro retrata a trajetória as condições atuais da comunidade Varzeão, localizada no município de Doutor Ulysses, na Região Metropolitana de Curitiba.

O livro de Michel Ehrlich intitulado “O Macabeu: Imigração e identidade judaica no Paraná”, traz uma discussão sobre os judeus no Brasil, especificamente em Curitiba. Para isso, procura traçar alguns dos mais importantes antecedentes para a construção da identidade moderna judaica. É noticiada a chegada, a adaptação e possível integração dos judeus no Brasil. Também é abordado o caso específico da comunidade judaica na capital paraense.

Thiago Possiede conta em “Entre sapatos e livros: a trajetória de um sapateiro na militância comunista em Paranaguá, PR 1935 a 1964” a história de Antonio Rocha. Sapateiro que por meio de seus livros atravessou continentes e travou lutas políticas. Seus hábitos de leitura ficaram tão famosos que tornou-se orientador dos estudantes da cidade que vinham visitá-lo para fazer trabalhos para a faculdade.

Em “Política entre razão e sentimentos: a militância dos comunistas no Paraná 1945 – 1947”, Cláudia Monteiro procura demonstrar as motivações compartilhadas pelos membros do Partido Comunista em seus dois anos de existência legal, tecendo uma trama muito original sobre os sentimentos de pertença a um grupo que se autodefine como responsável por uma grande causa, a revolução.

Hitler não morreu e está na América Latina, é o que aborda Marcos Meinerz em “Imaginário da formação do IV Reich: América Latina após a 2ª Guerra Mundial”. De acordo com o autor, o líder nazista e seus subordinados estariam conspirando para formar o IV Reich. A reorganização do partido nacional socialista no continente receberia a ajuda de imigrantes alemães existentes, inclusive, na pacata cidade de Marechal Candido Rondon, no Paraná.

Serviço

Lançamento de livros das coleções Teses do Museu Paranaense e Histórias do Paraná

19 de dezembro, às 17h

Museu Paranaense - Auditório Loureiro Fernandes

Entrada Gratuita

Museu Paranaense

Rua Kellers, 289 - São Francisco - Curitiba

Terça a sexta-feira, das 9h às 18h

Sábado, domingo e feriado das 10h às 16h

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest