banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Copel inicia retirada das torres da Avenida das Torres


O governador Beto Richa acompanhou nesta quinta-feira (9) o início da retirada das torres de energia da Avenida Comendador Franco, que liga Curitiba a São José dos Pinhais. Em substituição às torres, a Copel vai implantar uma linha subterrânea na avenida, com investimento de R$ 157 milhões.

A nova linha subterrânea terá oito quilômetros de extensão e vai ampliar a capacidade de operação de 69 kv para 230 kv, conectando a já existente subestação Uberaba à subestação Curitiba Centro, que será construída ao lado do viaduto do Capanema.

A linha aérea existente será desativada, com a retirada de 25 torres, 20 superpostes e 42 km de cabos condutores instalados ao longo do canteiro central da Av. Comendador Franco.

O governador destacou que a retirada das torres, além de contribuir para a melhoria da qualidade do fornecimento de energia de toda a Região Metropolitana de Curitiba, é uma obra de solução de mobilidade. “A retirada das torres e substituição pela linha subterrânea vai melhorar a infraestrutura da capital e a ligação de Curitiba com São José dos Pinhais. Não é uma obra estética, é mais segurança e qualidade da energia fornecida”, disse, frisando que a retirada das torres começou a ser discutida no Plano de Mobilidade para a Copa, mas que por falta de apoio federal e municipal não pôde ser executada.

Além dos ganhos em qualidade em energia e mobilidade urbana, a obra impactará a economia da capital e do Estado. A estimativa é que, com o investimento de R$ 157 milhões, a Copel repasse à Curitiba cerca de R$ 4 milhões em ISS e ao Estado cerca de R$ 11 milhões em ICMS.

2 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest