Projeto busca valorizar história de "anônimos" do Cemitério Municipal


Começa neste Dia de Finados (2/11) um projeto que busca valorizar histórias de curitibanos desconhecidos do grande público que estão enterrados Cemitério São Francisco de Paula. A nova iniciativa da pesquisadora da Fundação Cultural de Curitiba Clarissa Grassi chama-se Memento Tuum, que significa ‘Lembre-se dos seus’.

A ideia é incentivar que os visitantes compartilhem as informações dos seus entes queridos. O material coletado pode ampliar o roteiro das visitas guiadas existentes no local, que detalha a história e as ações em vida dos mortos ali enterrados.

Os visitantes que passarem pelo campo santo neste feriado e fim de semana encontrarão em 20 jazigos biografias de políticos, artistas e outras figuras conhecidas da cidade.

Junto com as informações, fica o convite para que os visitantes compartilhem histórias de outras pessoas ali enterradas.

“Queremos valorizar essas trajetórias, que hoje são conhecidas apenas pelas famílias e amigos”, explica Clarissa, que é a responsável pelas visitas guiadas.

Para ela, a ampliação das atividades e a ressignificação do espaço podem contribuir também para combater ações de vandalismo no local, além de incentivar cuidados mais constantes na manutenção dos jazigos por parte dos familiares.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest