Quando ficou de pé mesmo atacado, Ray Arcel


Ray Arcel é nascido em Indiana, filho de Rose (Wachsman) e David Arcel. Seus pais eram imigrantes judeus da Rússia e da Romênia. Ele se mudou para a cidade de Nova York antes dos seis anos de idade. Cresceu nas ruas do Harlem e se formou na Stuyvesant High School em 1917.


Começou a carreira de treinador de lutadores no Stillman's Gym, perto da antiga localização do Madison Square Garden na 8th Avenue, na década de 1920. Os campeões que treinou foram Benny Leonard, Ezzard Charles, Jim Braddock, Barney Ross, Bob Olin, Tony Zale, Billy Soose, Ceferino Garcia, Lou Brouillard, Teddy Yarosz, Freddie Steele, Jackie Kid Berg, Alfonso Frazier, Abe Goldstein, Frankie Genaro Tony Marino, Sixto Escobar, Charley Phil Rosenberg, Roberto Durán e Larry Holmes.


Quando lutava

Depois de algumas lutas com Jim Norris no International Boxing Club na década de 1950, Arcel se retirou do treinamento e das competições, depois de ser atacado e ferido com um tubo de chumbo durante um ataque, em um caso que nunca foi resolvido pela polícia, mas que teria de aposentar as luvas.


Nos primeiros treinamentos, preparando boxeadores

Na década de 1970 voltou para os ringues, mas agora para trabalhar com Alfonso Frazier e Roberto Durán. Depois que Durán desistiu em sua segunda luta contra Sugar Ray Leonard, Arcel ajudou a preparar Larry Holmes para sua luta contra Gerry Cooney. Ele se retirou do treinamento depois dessa luta e foi treinar muitos outros pugilistas que depois viraram lendas.


*Se tiver mais histórias ou outra versão não deixe de me enviar um e-mail, pois o motivo é contar histórias, dessa nobre arte que tanto merece respeito. Texto traduzido e editado - o e-mail é diegogravura1@gmail.com)


Em um filme

O ator Robert De Niro retratou Arcel no filme de 2016 Hands of Stone, sobre Roberto Durán, com a atriz Ellen Barkin retratando sua esposa Stephanie.



22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest