banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Pontos, linhas e planos para um ensino na arte prática


Paul Klee escreveu, “Uma linha ativa sai a passeio, movendo-se livremente, sem objetivo”. É a primeira frase do “Pedagogical Sketchbook”, um manual deixado por Klee resultante de notas e investigações teóricas que orientavam suas aulas na Bauhaus. Os diagramas de vários tipos de linha demonstram de que forma um ponto se torna uma linha e como uma linha se torna um plano, tencionando, segundo o artista, ensinar os alunos a desenhar pelo mesmo método com que foram alfabetizados. Combina-se letras para formar palavras e a partir daí escrever bem.

Klee acreditava que o domínio das unidades básicas do desenho, nesse caso pontos, linhas e planos era fundamental para os trabalhos de arte e design de seus alunos, antes de aprenderem a inserir cores na composição. Aprender a lidar com as linhas segundo os ensinamentos de Klee fazia parte do curso introdutório da Bauhaus nos anos que se seguem a partir de 1920.

Veja este vídeo (curiosidade)

24 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest