banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Campeões não são feitos no ringue, eles são apenas reconhecidos lá


Joseph William Frazier, era conhecido como ‘Smokin' Joe, nasceu em Beaufort, Carolina do Sul, no dia 12 de Janeiro de 1944 e faleceu na Filadélfia, no dia 7 de novembro de 2011. Foi um pugilista norte-americano, campeão mundial de boxe na categoria de pesos-pesados.

Sua carreira foi dominante pelas décadas de 1960 e 1970, ficando famosos pelos combates que disputou com Muhammad Ali e George Foreman pelo título de campeão de pesos pesados.

Quando o menino Frazier recebeu seus primeiros treinos de boxe na Filadélfia, apenas com o intuito de perder peso e preocupado com saúde e forma física, ninguém imaginou a tremenda carreira que estaria por vir e o enorme guerreiro que estava para surgir nos ringues do mundo, e que ali nascia mais uma lenda do boxe internacional.

Ele se casou quando tinha apenas 15 anos de idade, e se mudou para a Filadélfia. Lá começou a lutar boxe e estabeleceu uma carreira amadora sólida, sendo derrotado apenas uma vez contra Buster Mathis, nas eliminatórias para os jogos Olímpicos de 64.

No entanto, quando uma contusão impediu Buster Mathis de viajar até Tóquio, para os Jogos olímpicos, Frazier foi em seu lugar, e acabaria voltando para os EUA com a medalha de ouro no peito, para a alegria dos Americanos. A partir daquele momento, muitos do meio do boxe passaram a prestar mais atenção no garoto que jamais desperdiçava as oportunidades que a vida lhe oferecia e sempre encarava os desafios com uma bravura singular e com serenidade.

Então, Joe Frazier quando se tornou profissional, em 1965, nocauteando com facilidade seus 11 primeiros adversários, até encarar o argentino Oscar Bonavena, que era top 10 dos pesados em 66. Após vencer Ringo em uma decisão de 10 rounds, Frazier enfrentou outro adversário de respeito, o bom Eddie Machen, nocauteando-o em 10 rounds. Já em 67, com vitórias sobre o duríssimo canadense George Chuvalo (TKO no 4º round), Frazier já era considerado um dos 10 melhores da categoria e um dos lutadores mais temidos do mundo.

Com seu estilo de pressão interrupta e condicionamento físico invejável, Joe rapidamente se tornou popular, deslanchando em 1968 com uma vitória sobre o seu antigo rival de amadorismo, Buster Mathis.

Depois de vencer outros oponentes de destaque como Manuel Ramos, novamente Bonavena e o competente Jerry Quarry, finalmente Joe teria uma chance pelo título mundial. O adversário da vez seria o duro e habilidoso Jimmy Ellis, que acabara de vencer Floyd Patterson.


Frazier VS Ali

Foi no dia 1 de outubro de 1975 que o mundo viu pela última vez o embate entre dois dos maiores pugilistas de todos os tempos. Frente à frente pela terceira vez, agora em Manila, nas Filipinas. O duelo, conhecido como "Thrilla in Manila", foi o desempate entre os dois pugilistas e que valia o cinturão dos pesos pesados na época.


O primeiro deles foi em pleno Madison Square Garden, em Nova York, 1971, que ficou conhecido como a "Luta do Século". Ambos chegaram invictos para o combate, mas Frazier derrotou Ali (31-0 até então) por decisão unânime para garantir sua 27ª vitória na carreira.

Ambos retornariam ao Garden em 1974, já com derrotas em seus carteis, para a revanche. Nela, foi a vez de Ali vencer na decisão por pontos.

O combate nas Filipinas tiraria o desempate e seria histórico. O horário local da luta foi as 10h, para atender as demandas de audiência internacional. O ambiente no Araneta Coliseum era quente, literalmente.

Frazier estimou que a temperatura no ringue era de quase 50ºC, fora as luzes diretamente nos lutadores. Ali disse que perdeu mais de 2kg na luta por conta da desidratação.

O confronto foi intenso, com Ali indo para cima de Frazier nos rounds iniciais, provocando o seu rival no ringue como era de costume. A luta chegou ao fim apenas na mudança entre o 14º e 15º rounds, por decisão do próprio árbitro, que alegou nocaute técnico temendo que o pior pudesse acontecer com Joe Frazier, que já havia tomado sérios golpes de Ali nos dois rounds anteriores e estava gravemente machucado.

Nos rounds finais, Muhammad Ali e Joe Frazier já estavam exaustos. Ali manteve o cinturão, mas disse após a luta que aquilo foi o mais próximo da morte que ele já ficou.

27 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest