Jovem entra atirando em escola de Goiás e mata dois


Um estudante, filho de policial militar, fez disparos contra colegas nesta sexta-feira (20) no Colégio Goyases, localizado no bairro Conjunto Riviera, em Goânia. De acordo com o tenente-coronel Marcelo Granja, da Polícia Militar, os tiros fizeram seis vítimas. Quatro estão feridas e duas morreram no local.

Segundo a imprensa local, o jovem suspeito de ter cometido os disparos era do 8º ano e vinha sofrendo bullying de colegas, o que o teria motivado a usar uma arma que seria do pai para cometer o atentado. As vítimas já foram encaminhadas a unidades de saúde da capital goiana.

Umas das quatro vítimas feridas durante o ataque está em estado gravíssimo. De acordo com o governo de Goiás, a adolescente levou três tiros e teve uma perfuração na coluna vertebral.

A cúpula da Segurança Pública de Goiás e da Secretaria de Saúde estão reunidas com o governador em exercício do estado, José Eliton, para atualizar as informações. As autoridades já adiantaram que uma equipe multidisciplinar deve ser nomeada para acompanhar as famílias das vítimas. Em nota, o governo decretou luto oficial de três dias em solidariedade a todos os envolvidos no “lamentável acontecimento”.

O comando da Polícia Militar confirmou que o pai do adolescente autor dos disparos é policial, mas a origem da arma usada ainda não está clara. Também foi confirmado que o autor do ataque não sofreu ferimentos. As autoridades não informaram se o adolescente já está sob custódia do Estado.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest