Justiça suspende estreia de filme sobre a Chapecoense


O juiz Marcos Bigolin, da 3ª Vara Cível de Chapecó, no Oeste catarinense, concedeu na terça-feira (17) uma liminar a favor da Chapecoense para suspender a divulgação e estreia do documentário "O Milagre de Chapecó". A decisão pede a suspensão da divulgação do trailer, inclusive na internet, em 48 horas e suspende a estreia do filme por tempo indeterminado. A decisão cabe recurso.

A Chapecoense alegou quebra de contrato para entrar com o pedido na Justiça. Na decisão emitida, o juiz afirma que o clube contratou a empresa para realizar um documentário da evolução do clube, passando também pelo acidente aéreo de 29 de novembro do ano passado, que deixou 71 mortos.

Segundo a Chape, o trailer do documentário foi exibido em salas de cinema e divulgado sem o consentimento do clube. O assunto também incomodou familiares das vítimas do acidente, que pensam em ações na Justiça.

Segundo a decisão, caso a determinação não seja cumprida em 48 horas após a intimação, a produtora pode ter que pagar multa que pode variar de R$ 50 mil a R$ 500 mil. Não há data prevista para que a produtora Trailer Ltda, que está localizada em Montevidéu, no Uruguai, seja intimada por carta rogatória.

Até a manhã desta quarta-feira (18), o diretor Luis Ara Hermida não estava ciente da decisão. Na terça ele informou que fizeram “tudo corretamente e com o máximo respeito”.

19 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest