banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Surto de sarampo no exterior reforça necessidade de vacinação


A Secretaria Municipal da Saúde alerta as pessoas que têm planos de viajar para o exterior que estejam com a vacina de sarampo em dia, por causa da ocorrência de surtos da doença fora do Brasil.

O sarampo é um vírus com alto poder de contágio e a secretaria quer evitar sua reintrodução em Curitiba. “A vacina é a única medida preventiva e por isso é importante que todas as pessoas, antes de viajar para o exterior, confiram a carteira de vacinação. Em caso de dúvida, procurem o posto de saúde”, afirma o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Alcides de Oliveira.

Por causa dos feriados prolongados deste ano, o fluxo de viajantes brasileiros ao exterior aumenta. “Não podemos correr o risco de ter o sarampo de volta. Com a poliomielite foi assim: conseguimos a eliminação da doença, mas permanecemos em constante alerta para evitar o risco de reintrodução da doença no país”, conta Oliveira.

As vacinas são oferecidas gratuitamente nas 110 unidades de saúde da Prefeitura em Curitiba. A imunização de rotina atualmente é feita com a vacina tríplice-viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) para bebês de um ano de idade, que tomam a segunda dose aos 15 meses. Pessoas de até 30 anos precisam tomar duas doses da tríplice-viral e quem já passou dos 30 anos deve ter pelo menos uma dose.

28 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest