IAP recebeu 150 animais silvestres machucados


A primavera é a época do ano em que mais ocorre a reprodução de animais de espécies nativas silvestres. O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) alerta que é nessa época que os animais ficam vulneráveis e precisam de cuidados. O IAP pede para que as pessoas não mexam, nem retirem ninhos de passarinhos e ninhadas de outros animais do lugar.

“É importante que as pessoas saibam que ao mexerem nos ninhos e nas ninhadas, apesar de bem-intencionadas, acabam prejudicando os animais. Os animais irão embora assim como chegaram, naturalmente, sem a necessidade de ajuda do ser humano”, explica Edilaine Vieira, diretora de Licenciamentos Especiais do IAP.

Desde o início do ano, o IAP recebeu aproximadamente 150 animais entregues voluntariamente. Desse total, 90% foram encontrados machucados, muitos sendo aves com fratura nas asas e/ou mamíferos com patas quebradas e vítimas de atropelamento.

Somente do início da primavera até agora cerca 50 animais foram entregues. A grande maioria filhotes de aves que são retiradas do ninho, como a situação de sete Periquitos-rico que foram entregues por uma pessoa que retirou o ninho do forro da casa. A justificativa: o barulho e a sujeira dos animais incomodava. “Nessas situações o importante é que as pessoas entendam que filhotes de aves no geral, permanecem no ninho entre 15 e 30 dias. Logo aprendem a voar e abandonam o local”, explica a diretora, que pede paciência às pessoas para aguardar que isso ocorra, pois ao retirar os pássaros do local, a pessoa os impediu de seguir o ciclo natural da natureza.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest