Requião sugere nome do reitor Cancellier para lei de abuso de autoridade


O senador Roberto Requião (PMDB-PR), batizou com o nome do reitor Luiz Carlos Cancellier a lei que pune o abuso de autoridade, aprovada no Senado e em tramitação na Câmara Federal. Justificou a proposta dizendo que fazia homenagem póstuma ao reitor da UFSC, falecido há uma semana, depois de preso pela Policia Federal.

“Deus meu, que a morte do reitor Cancellier seja o freio das arbitrariedades e do excesso das corporações que agem à margem da lei. Amém!”, afirmou o senador peemedebista.

Requião lembrou que viu com bons olhos início e os resultados da Lava Jato. No entanto, ressaltou não poder aceitar a seletividade e o arbítrio que tomou a força-tarefa. "Vejo com horror declaração pública de corporações a favor da estúpida repressão ao reitor Cancellier", criticou o parlamentar, ao referir-se à nota conjunta de procuradores defendendo a ação da PF.

"Lei Cancellier contra abuso de autoridade. Vota Câmara Federal!", pede o senador Roberto Requião, que relatou o projeto já aprovado pelo Senado. A revolta contra o abuso de autoridade ganhou mais evidência quando surgiu a informação de que a PF negou apoio espiritual de padres ao reitor antes do suicídio.

Segundo o padre William Barbosa Vianna, ele e outro religioso foram impedidos ao menos quatro vezes pela Polícia Federal de oferecer apoio ao reitor, que foi preso, algemado nu, submetido a exame interno vexatório e encarcerado sem processo judicial.

Tramitando na Câmara desde o dia 10 de maio último, o Projeto de Lei 7596/17, do Senado, define os crimes de abuso de autoridade cometidos por servidores públicos e membros dos três poderes da República, do Ministério Público, dos tribunais e conselhos de contas e das Forças Armadas.

Revista Forum

Publicidade

Últimas Notícias

7 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale