Pianista Olga Kiun mostra no palco a Revolução Russa


Dos acontecimentos históricos do século XX, a Revolução Russa em outubro de 1917 foi dos mais marcantes, ao lado da II Guerra Mundial. A partir dela o Comunismo como sistema político se estabeleceu em parte do mundo, em contraponto ao Capitalismo, sob de ideias de filósofos do século XIX Marx e Engels e tendo a frente políticos como Lênin, Stalin e Trotsky. Um regime criado sob a perspectiva da igualdade entre os trabalhadores sob um Estado forte, que em anos seguintes gerou um dos regimes mais controversos de todos os tempos, capaz de submeter até mesmo a criação artística a uma estética própria.

Cem anos se passaram da Revolução Comunista e a efeméride merece ser lembrada como fator de reflexão, pelo que ainda provoca de debate e influencia a política atual. No caso da música, nunca é demais tocar os compositores soviéticos, falar de quando a política entrou na pauta de suas partituras. A temporada do Solo Música, da Caixa Cultural, abre espaço a data com um recital de uma pessoa que nasceu sob a política da Revolução: a pianista Olga Kiun, nascida no Cazaquistão e que residiu na Rússia até o final do regime comunista em 1991. Ela se apresenta no dia 10 de outubro, às 20 horas, na Caixa Cultural.

“Este será um recital não apenas histórico, mas sobre história. Olga nasceu sob o regime comunista e viveu parte de sua vida lá. Foi formada pelo Conservatório de Moscou e fez doutorado na então Leningrado. Conhece como poucos o que foi viver na Rússia em seu período comunista e toda a estética musical preferida pelo regime”, diz o produtor Alvaro Collaço, que teve a ideia do concerto criado para o talento de Olga Kiun. “Há anos queria trabalhar com ela no Solo, pelo que ela trouxe ao ensino do piano no Paraná. O centenário veio sob medida para ela, que mora em Curitiba desde 1992”, explica. Para o recital ficar com base histórica, Alvaro convidou o diretor cênico e multiartista Flávio Stein, que buscará através do uso de imagens mostrar um pouco do que foi a Revolução e a sua música. O recital terá no repertório obras de diversos compositores, entre os quais Sergei Rachmaninoff, Dmitri Shostakovich, Sergei Prokofiev e Aram Khachaturian.

Nascida em Akmolinsk, atual Astana, capital do Cazaquistão, Olga Kiun iniciou seus estudos de piano aos seis anos de idade, com sua mãe e sua avó, ambas professoras do Conservatório Musical de Chisineu (Moldávia). Aos 17 anos ingressou no Conservatório Tchaikovsky, em Moscou, na classe do professor Lev Obórin, onde graduou-se com distinção. Fez seu doutorado em Leningrado (hoje São Petersburgo), sob a orientação de Pavel Serebriakov.

A apresentação de Olga Kiun dentro da Série Solo Música, em 10 de outubro, ás 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções. Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) podem ser adquiridos na bilheteria da Caixa Cultural, na Rua Conselheiro Laurindo, 280. Informações pelo fone 2118-5111.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

28 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale