Psychemedics Brasil alerta para exames toxicológicos dos motoristas


As empresas que têm motoristas contratados pela CLT, categorias C, D e E terão que apresentar ao CAGED o exame toxicológico de larga janela nos casos de admissão e desligamento dos empregados. A exigência é do Ministério do Trabalho e começa a partir de 13 de setembro.

A Psychemedics Corporation, maior empresa do mundo na realização de exames toxicológicos de larga janela está preparada para essa nova demanda do governo. A Psychemedics Brasil, atuando aqui desde 1999, líder no país com 70% do mercado corporativo preparou um fluxo especial para facilitar a relação entre os resultados dos exames, os departamentos responsáveis como RH e Pessoal e o CAGED.

FLUXO EXAME TOXICOLÓGICO CAGED

- O candidato a motorista doa uma amostra de cabelo na rede conveniada da Psychemedics ou a coleta pode ser feita na própria empresa por um funcionário previamente capacitado.

- A Psychemedics analisa o cabelo e envia o laudo para o motorista e o Médico Revisor.

- O Médico Revisor da Psychemedics faz a análise do resultado e emite um Relatório Médico.

- A Psychemedics disponibiliza o Relatório Médico ao RH que terá acesso aos dados necessários para a inclusão no CAGED.

- RH/Depto. Pessoal ou até a contabilidade, informa os dados do exame através do sistema do CAGED, observando o código da Classificação Brasileira de Ocupação que varia de acordo com o tipo de trabalho que o motorista desempenha.

Segundo a portaria do Ministério do Trabalho, deverão ser pesquisadas, no mínimo, as seguintes drogas: maconha, haxixe e skunk; cocaína, crack e merla; codeína, morfina e heroína; ecstasy ou MDMA e MDA; metanfetaminas e anfetaminas; mazindol; femproporex e anfepramona.

OS ÍNDICES APÓS O EXAME TOXICOLÓGICO SER OBRIGATÓRIO

Um estudo do IPEA feito para a Polícia Rodoviária Federal em 2015 mostrou que 53% dos acidentes fatais envolvem veículos pesados. Desde a obrigatoriedade do exame toxicológico de larga janela em março de 2015, os resultados mostram que

- os acidentes em estradas federais foram reduzidos em 38%.

- 33% dos motoristas profissionais não renovaram suas habilitações após a lei entrar em vigor.

- dos 650 mil motoristas que fizeram o teste, 9% tiveram algum tipo de substância detectada pelo exame.

- entre os 9%, 75% dos laudos positivos apontaram uso de cocaína.

A Psychemedics Brasil é a responsável pelos exames toxicológicos dos profissionais de empresas como LATAM, Azul, Petrobrás, BREDA, e autoridades governamentais como Marinha, Exército, Aeronáutica, ABIN, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e ainda várias corporações civis e militares de vários Estados brasileiros.

Últimas Notícias